(16) 3211-2828 Fale Conosco

Professoras do Colégio Santa Úrsula participam de mais uma etapa de Curso de Especialização em Montessori

Professoras do Colégio Santa Úrsula participam de mais uma etapa de Curso de Especialização em Montessori

Professoras do Berçário do Colégio Santa Úrsula, de Ribeirão Preto (SP), participaram de etapa do módulo “Sensorial”, do Curso de Especialização em Montessori, com aulas práticas de observação do método

 

            Um grupo de professoras do Berçário, que trabalham com crianças de 0 a 3 anos, da Educação Infantil, do Colégio Santa Úrsula, de Ribeirão Preto (SP), fizeram o módulo “Sensorial” do Curso de Especialização em Montessori. A atividade, ocorrida nos dias 19, 20 e 21 de junho, foi ministrada pelo pedagogo Sérgio Murilo Portela, do Centro de Estudos Montessori “Menino Jesus”, de Florianópolis (SC). A etapa contou com o apoio de várias famílias dos alunos do Berçário, que foram convidadas a levar os filhos para as atividades.

 

Pela autoeducação

            Uma Sala de Aula Agrupada Montessoriana foi montada, no pátio da Educação Infantil, com alunos do Berçário 1, 2 e 3. As atividades foram orientadas pelo próprio Portela, pela coordenadora Pedagógica da Educação Infantil, Fernanda Beloube, e pela psicóloga Mariana Pasqualin. As professoras observavam e anotavam todas as suas impressões sobre o método durante uma hora e meia de desenvolvimento de trabalhos com as crianças.

            De acordo com Portela, a observação dessa aula permite que os professores analisem como deve ser a prática pedagógica no Método Montessori e encontrem novas formas de propor aos alunos a exploração dos materiais didáticos.

            “A proposta é que os professores reflitam sobre o seu papel como mediador desse processo de autoeducação, que promovam um ambiente de paz por meio de uma atuação assertiva e ponderada”, explicou.

            O pedagogo lembrou que o professor deve focar na preparação desse ambiente pedagógico e de um currículo individualizado, pensado para que cada criança conquiste sua independência e desenvolva habilidades e competências esperadas para sua idade. “Todo o trabalho é para que nosso aluno encontre seu equilíbrio interno e se desenvolva naturalmente”, ressaltou.

Formação permanente

            Fernanda Beloube salientou que o Método Montessori é todo fundamentado no conhecimento científico, exige muita preparação e uma formação permanente do educador.

            “O método exige que o professor construa um plano de aula individualizado. Portanto, ele deve se empenhar na preparação das aulas e da ambientação didática, além de ser um profissional que domine todo o conteúdo relacionado ao desenvolvimento infantil. É por isso que incentivamos essa troca de experiências e essa especialização pedagógica”, comentou.

            A professora Gisele Kawano de Oliveira, da Educação Infantil, contou que se sente realizada por trabalhar com o Montessori. “É um método que exige muita dedicação do professor, muito estudo, mas que nos realiza como profissional, porque constatamos o quanto é eficiente e funciona. Ele permite que nossos alunos se desenvolvam plenamente”, falou.

            A assistente Paula Carolina Dal Maso, que esteve presente nesta etapa do curso, se encantou com o método, primeiramente, como mãe. “As minhas duas filhas estudam pelo Montessori. É um método muito rico, justamente, por propor esta autoeducação, que deixa a criança ser livre para conquistar sua independência”, ressaltou.


Ops... Preencha corretamente o formulário.
Obrigado! Seu contato foi encaminhado com sucesso.