(16) 3211-2828 Fale Conosco

Maria Montessori 150 anos: mais atual do que nunca

O Colégio Santa Úrsula se une às escolas no mundo todo que adotam o Método Montessori para celebrar, no dia 31 de agosto, o aniversário de Maria Montessori, mulher visionária que marcou a história da Educação com sua “Pedagogia Científica”. Hoje, com o avanço da Neurociência, seu método se fortalece ainda mais por responder às necessidades humanas e às vicissitudes deste século.


Maria Montessori nasceu na Itália, em 1870, e foi uma das primeiras mulheres a se formar em Medicina em seu país. Dedicou-se aos estudos da Psiquiatria e do desenvolvimento cognitivo de crianças. Seu método, construído com base em estudos científicos, propõe um olhar novo para a infância.

O método aplicado com sucesso no Colégio Santa Úrsula, de Ribeirão Preto (SP), há décadas e em escolas no mundo inteiro ganha cada vez mais adeptos, principalmente, com os avanços da Neurociência, que mostram que Maria Montessori foi uma cientista de vanguarda, pois já utilizava embasamentos da Neurociência, só descobertos atualmente, para a criação do seu método.

Ela propôs um novo entendimento sobre o desenvolvimento da aprendizagem na infância. Mesmo inserida em um contexto histórico de uma época totalmente conservadora, trouxe uma nova concepção sobre o educar a partir da experiência da criança, vivenciada em um ambiente previamente preparado.

Sua proposta coloca a criança no centro de todo o processo educativo e sua Pedagogia considera o interesse, a curiosidade e o desejo natural de descobrir, sentir e de se movimentar no mundo como os fatores iniciais desencadeadores da aprendizagem.
O educar para Montessori nasce de um profundo respeito à individualidade. Ela propõe uma educação mais livre, autônoma, sem que haja uma interferência constante do adulto, para que a aprendizagem aconteça no ritmo e no tempo da criança.


Professor como guia

“Sob este aspecto, o Método Montessori é completo e se diferencia das demais correntes pedagógicas, justamente, por imprimir um novo sentido ao trabalho do professor. Nele, o professor passa a ser um atento observador do desenvolvimento infantil e a atuar como um guia de todo o processo de evolução de seu aluno”, ressalta Fernanda Beloube, coordenadora da Educação Infantil.

“É o professor quem prepara o ambiente, apresenta os materiais, mas a criança tem a liberdade de escolher aqueles com os quais quer ‘trabalhar’ durante as aulas. A liberdade de escolha é um valor que está associado ao senso de responsabilidade e à percepção da criança sobre seu próprio desenvolvimento”, lembra Fernanda Beloube.

A coordenadora da Educação Infantil, Danielle Borges, conta que o Colégio Santa Úrsula adotou o Método Montessori e se tornou referência no interior do país. “Nossa escola foi toda estruturada, especialmente, para possuir as condições ideais para a aplicação do método”, salienta.


Ambientes preparados

“Temos salas de aulas arejadas e espaçosas que facilitam a movimentação das crianças e a criação dos ambientes de aprendizagem com a exposição planejada dos materiais pedagógicos. Temos um rico acervo desses materiais, além de uma oficina própria interna de confecção de novos recursos. Assim, proporcionamos um ambiente preparado e estimulante aos nossos alunos”, afirma Danielle Borges.

A coordenadora dos 1os e 2os Anos do Ensino Fundamental Anos Iniciais, Vivian Lorenzato, explica que no Método Montessori os conteúdos curriculares se agrupam em Sensoriais, Linguagem, Matemática, Educação Cósmica e Exercícios de Vida Prática. A construção do saber e do conhecimento passam pela observação do mundo e de como a criança se relaciona com ele, mas, sobretudo, de como ela consegue absorvê-lo na infância.

A sala de aula tem que ser um espaço de convivência e aprendizagens que prepara o aluno para a vida. “Estamos no mundo convivendo com pessoas de diferentes idades e saberes, por isso, a Sala de Aula Agrupada Montessoriana traz para a educação esta realidade. Ela permite a convivência entre alunos de diferentes idades, proporcionando oportunidades incríveis para o desenvolvimento infantil”, ressalta.

Vivian Lorenzato lembra que o mesmo acontece com o conhecimento. “O Método Montessori propõe a interdisciplinaridade, afinal, os conhecimentos não estão compartimentados no mundo, eles se cruzam e se completam e, dessa forma, também devem ser trabalhados pela escola”, disse a coordenadora.


Desenvolvimento integral

“Aprender é um ato de alegria, beleza e encantamento”, salienta a coordenadora dos 1os e 2os Anos do Ensino Fundamental Anos Iniciais, Ana Paula Corrêa. “Nossa escola trabalha contextualizando teoria e prática às necessidades individuais de cada aluno”, diz.
Ela ressalta que a “Pedagogia Científica” de Maria Montessori permite que as crianças se desenvolvam, integralmente, em todas as dimensões humanas – mente, corpo e espírito. “Conseguimos com o Método Montessori oferecer um ensino altamente personalizado aos nossos alunos”, conclui Ana Paula Corrêa.

Flávia Dalmacio, mãe dos gêmeos Maria e João, que estão no 1º Ano do Ensino Fundamental Anos Iniciais, diz que o Método Montessori permite que a criança seja educada em sua individualidade. “Tenho filhos gêmeos, mas cada um tem sua personalidade, seu tempo e seu jeito de aprender. E o Colégio Santa Úrsula, por meio da proposta do Montessori, respeita estas diferenças. Por isso percebo tão claramente os resultados da educação escolar dos meus filhos”, ressalta.

Thaís Johnson Pereira Zepponi, mãe de Murilo e Lorenzo, da Educação Infantil, e de Isabella, do 2o Ano, destaca a importância do Método Montessori. “Consigo identificar que várias das habilidades motoras e emocionais dos meus filhos são resultado desse ambiente proporcionado pelo método através da escola. Percebo o quanto o método trabalha a autoestima, tanto que meus filhos sabem, exatamente, do que são capazes e não se limitam diante do desconhecido, sabem que cada um possui o seu espaço no mundo”, conta.


Na criança, a salvação da humanidade

As coordenadoras Pedagógicas do Colégio Santa Úrsula, de Ribeirão Preto, lembram que um dos aspectos importantes do Método Montessori é o entendimento da criança como “construtor” do adulto e não o adulto como “construtor” da criança. Parece um jogo de palavras, mas não é.

O método entende a criança como um ser único. Ele tem em sua proposta, fundamentalmente, o respeito por essa criança ativa, forte, capaz de se expressar, argumentar, de conquistar sua autonomia, sua independência, para se tornar um adulto equilibrado e feliz.

A frase de Maria Montessori se refere exatamente a isso: “Se houver para a humanidade uma esperança de salvação e de ajuda, esta ajuda só pode vir da criança, porque é nela que se constrói o homem”.
 

Ops... Preencha corretamente o formulário.
Obrigado! Seu contato foi encaminhado com sucesso.