(16) 3211-2828 Fale Conosco

Docentes do Colégio Santa Úrsula participam de Ciclo de Palestras sobre linguagem e transtornos do comportamento

Docentes do Colégio Santa Úrsula participam de Ciclo de Palestras sobre linguagem e transtornos do comportamento

 

Programação trouxe, ainda, temas como soluções para possíveis problemas e conflitos em sala aula, fragilidade emocional, expectativas e realidade de ser professor, identificação de problemas externos nas crianças e carisma ursulino

 

Professores e coordenadores do Colégio Santa Úrsula, de Ribeirão Preto (SP), participaram, entre 16 e 18 de dezembro, de um Ciclo de Palestras com especialistas de várias áreas dos desenvolvimentos humano e educacional. Os temas abordados foram linguagem, transtornos do comportamento, soluções para problemas e conflitos em sala, fragilidade emocional, expectativas e realidade de ser professor, identificação de problemas externos nas crianças e carisma ursulino.

Participaram docentes da Educação Infantil, do Ensino Fundamental, do Período Integral e da Educação Bilíngue. O evento foi organizado pelas coordenadoras Pedagógicas da Educação Infantil Fernanda Beloube, Danielle Borges e Carin Borges e pela psicóloga Mariana Pasqualin Ribeiro.

A parte da manhã da segunda-feira (16/12) foi dedicada a oferecer ao grupo de professores, sobretudo, aos mais novos de casa, o “alimento espiritual”.

“Falamos de Santa Ângela e Santa Úrsula, respectivamente, fundadora e padroeira das Ursulinas. Conversamos sobre a missão espalhada pelo mundo e sobre o Serviam, nosso carisma”, afirmou Fernanda Beloube.

Esta atividade esteve a cargo dos professores Thaís Festuccia, de Ensino Religioso, e Willian Araújo, de Música.

“Fico muito agradecida e contente com o fato de que é oferecido, no Colégio Santa Úrsula, um espaço de formação para os professores, para que eles possam aumentar o nível de conhecimento, mas, sobretudo, para se prepararem para os desafios do dia a dia da sala de aula”, afirmou a psiquiatra Maria Luiza Zambone Grecco, da clínica interdisciplinar Ludere. A palestra dela foi sobre “Identificação precoce de problemas externalizantes em crianças”.

 

Contribuição na formação docente

            A professora Ana Carolina Carreira Tavares, que atua no Berçário/Educação Infantil, ressaltou a importância destes encontros. “As palestras acrescentam muito para nossa formação e conhecimento. Ajuda-nos pessoal e profissionalmente, esclarece nossas dúvidas e nos traz embasamento teórico para orientar as famílias e auxiliar nossos alunos a se desenvolverem melhor”, contou.

            “A programação foi toda pensada para suprir as necessidades do cotidiano. Acreditamos nesta preparação, neste espaço de formação e de troca de experiências”, disse a coordenadora Pedagógica da Educação Infantil, Danielle Borges.

            “Foi muito importante trazer esse olhar de fora e a teoria para despertar reflexões. Tudo isso para empoderar ainda mais nossas professoras e fortalecer este espaço de diálogo entre os profissionais das áreas clínica, acadêmica e científica com nossa escola”, falou Mariana Pasqualin Ribeiro, psicóloga da Educação Infantil do Colégio Santa Úrsula.

            Coordenadora do Período Integral, Carin Borges afirmou que oferecer formação aos educadores é prioridade. “Nosso objetivo é, realmente, dar suporte para as nossas professoras enfrentarem as dificuldades, para que possam encontrar os melhores caminhos para o desenvolvimento dos nossos estudantes”, salientou.

 

Temas atuais e importantes

            O Ciclo de Palestras contou com a presença da fonoaudióloga Marília Montoro, que trouxe o tema “Desenvolvimento da linguagem das crianças. Como ajudá-las e detectar possíveis problemas”. A psicopedagoga Cassiana Tardivo falou sobre “Como trabalhar os conflitos em sala de aula”.

            Com o psicólogo Guilherme Davoli, o tema foi “Convivendo e trabalhando com a fragilidade humana”. A neuropsicopedagoga Patrícia Lombardi apresentou a palestra “As expectativas e a realidade de ser professor”. Uma equipe multidisciplinar da Clínica Gaiadi trouxe o tema TEA (Transtorno do Espectro Autista), com a fonoaudióloga Michela Mattos e a psicóloga Mariana de Lima.

            O neuropsicólogo Fernando Collet falou sobre “A importância da avaliação neuropsicológica em casos de transtorno do neurodesenvolvimento”. A psiquiatra Maria Luiza Zambone Grecco trouxe o tema “Identificação precoce de problemas externalizantes em crianças”. A neuropsicóloga Camila Geraldi falou sobre “Humor e cognição: sinalizadores importantes”.

Ops... Preencha corretamente o formulário.
Obrigado! Seu contato foi encaminhado com sucesso.