(16) 3211-2828 Fale Conosco

Alunos do Colégio Santa Úrsula adotam 200 cartas de crianças do CEI "Maria de Nazaré" para o Papai Noel

Alunos do Colégio Santa Úrsula adotam 200 cartas de crianças do CEI “Maria de Nazaré” para o Papai Noel
 
Campanha envolveu toda a escola; Carisma Ursulino, traduzido pelo “Serviam”, foi vivenciado e trouxe para todos os envolvidos o verdadeiro sentido do Natal
 
Alunos do Colégio Santa Úrsula, de Ribeirão Preto (SP), organizaram por iniciativa própria um grupo que fomenta a doação e o serviço ao outro, estimulados pelas Manhãs de Formação, trabalho da Equipe de Pastoral da escola. Nestas atividades. eles conheceram e interagiram com crianças, adolescentes, adultos e idosos de várias entidades assistenciais durante o ano. Foi em um desses encontros, em visita ao CEI (Centro Educacional Infantil) “Maria de Nazaré”, no Adelino Simioni, Zona Norte, que surgiu a ideia de adotar cartinhas que as 200 crianças do local escreveram para o Papai Noel.
“Eles organizaram a distribuição das cartas pelos corredores do colégio e, assim, envolveram toda a comunidade educativa, inclusive seus familiares e os professores. A adesão à campanha aconteceu rapidamente”, explicou a professora Camila Sarti. Os alunos envolvidos na divulgação e na coleta das doações – a maior parte brinquedos, com algumas exceções interessantes – são do Ensino Médio.
A entrega dos presentes aconteceu no dia 4 de dezembro. O coordenador do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio, Fernando Lomas, encantou as crianças do CEI “Maria de Nazaré” se vestindo de Papai Noel. Os alunos da Pastoral se vestiram de ajudantes dele e distribuíram as doações e diversos doces.
 
Uma peruca de presente de Natal
 
Os estudantes que organizaram a campanha de adoção de uma cartinha para o Papai Noel se surpreenderam com alguns dos pedidos feitos pelas crianças. Em meio a brinquedos, como bicicletas e bonecas, uma delas, por exemplo, pediu uma peruca de presente.
“Ela queria presentear uma tia, que passa por tratamento de saúde. Também tenho uma tia que passou por tratamento quimioterápico e sei o quanto é difícil para a família. Eu estava com o cabelo comprido e decidi cortá-lo para fazer a peruca. Mas descobri que não havia cabelo suficiente. Fiquei muito decepcionado. Foi aí que uma amiga, Maria Carolina Calábria, trouxe mais um pouco e, finalmente, conseguimos um ‘vale peruca’ para a criança. O presente acabou sendo meu, porque me senti realizado, agradecido e feliz por ajudar alguém”, contou o estudante Luiz André Fabri.
 
Momentos de gratidão
 
“Tivemos um pouco de medo de não atingir o número de presentes que precisávamos. Mas logo todos queriam colaborar e isso foi muito especial”, contou a aluna Sofia Paskakulis. Para a estudante Brenda Petek foi um momento de muita gratidão ver tanta gente apoiando e aderindo à ação social. “Estamos muito felizes em levar para as crianças a magia do Natal”, explicou. “Eu sempre gostei de participar. Foi um ano inteiro de sensibilização e muito aprendizado”, disse Maria Carolina Calábria. “O nosso presente foi ver as crianças felizes”, salientou a aluna Beatriz Vecchi Cardoso.
A diretora do Colégio Santa Úrsula, de Ribeirão Preto, irmã Helenice de Souza, reafirmou a importância de ter partido dos alunos a tomada de decisão para explicitarem o “Serviam”. “De uma maneira tão simples, mas que fez toda a diferença, estes estudantes mobilizaram escola e famílias para levar um pouco de alegria a estas crianças, tão pequenas em tamanho e, ao mesmo tempo, grandes em desejos. Foi muito emocionante e tocante. Essa experiência ficará registrada para sempre em cada coração que doou ou recebeu. Gratidão a todos os alunos que participaram deste momento”, ressaltou.
 
Manhãs de Formação
 
As Manhãs de Formação têm como objetivo a criação de momentos de reflexão e vivência sobre temas como espiritualidade, família, cidadania e solidariedade. “A proposta é que o Carisma Ursulino, o ‘Serviam’, seja entendido de tal forma que passe a fazer parte da essência de cada estudante, como um valor importante para a própria vida”, explicou padre Anderson Lopes, um dos responsáveis pela Pastoral.
“As Manhãs de Formação permitem que nossos alunos se conectem com um projeto social. Cada série escolar desenvolveu uma ação solidária. Trabalhamos para despertar o interesse pelo trabalho voluntário, para oferecer esta vivência do Serviam, o verdadeiro significado de se colocar a serviço do próximo. Nossos estudantes visitaram o CEI várias vezes durante o ano, levando até aquelas crianças teatro e contação de histórias”, disse o professor Tiago Oliveira.
 
 
 

Ops... Preencha corretamente o formulário.
Obrigado! Seu contato foi encaminhado com sucesso.